sexta-feira, 18 de agosto de 2017

As nossas leituras

Tinha mesmo de falar neste fantástico livro para crianças que veio parar a nós por sorte.
Tínhamos um Tomás muito impaciente no Pingo Doce enquanto bebíamos café e dissemos para ele ir escolher um livro da secção mesmo ao lado e ele veio de lá com este:



Que livro maravilhoso!!!
Ensinar as emoções às crianças através das cores.
Aqui o monstrinho não sabe muito bem porque muda de cor e a sua amiguinha vai-lhe ajudar a perceber que as mudanças de cor significam as suas emoções. A alegria, a raiva, a calma, o medo e a tristeza.
Não é dos favoritos do Tomás mas ele gostou bastante ao ponto de utilizar as cores para explicar algumas emoções "oh mãe que bom, estou tão amarelo!" lol :) <3
Recomendo mesmo este livro! Os pequenitos vão adorar!

---------------------------------


E já que estamos no embalo de falar de supermercados, não se esqueçam de passar pelo Intermarche e ajudar os nossos bombeiros com a compra (por valor simbólico) do livro "Bombeiro dos pés à cabeça".
A história da Rita que é neta, filha e irmã de bombeiros e toda ela é bombeira dos pés à cabeça.
Uma história agradável e muito educativa sobre o trabalho dos nossos bombeiros e a prevenção dos fogos. É de pequenino que se aprende!
Nós já fomos buscar o nosso. Está disponível até 31de Agosto!





quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Passeio de Feriado

E quando meio mundo Português se encontra por terras a sul, nós aproveitamos (agora que a varicela foi de vez) para aproveitar um pouca da calma que isso proporciona e começar a conhecer a Capital.
E começamos pelos Jardins da Gulbenkian que tanto ouvimos falar.
Efectivamente é um cantinho mágico no meio da confusão da cidade. O Tomás adorou os patinhos, as tartarugas, o espaço para correr, a água... uma manhã muito boa! Gostamos muito!














domingo, 13 de agosto de 2017

Pela ultima vez...

... fui à nossa casa antiga.
Fui fazer limpezas. Gosto de entregar a casa limpinha e arranjadinha e por isso lá fui eu fazer mais uns cento e poucos quilómetros para a deixar assim.
E como foi triste para mim.
Limpei tudo, deixei tudo cheiroso e arrumado e no fim quando fui fechar os estores e deixar as chaves percorri a casa toda e fui tendo flashbacks de um monte de memórias que ali foram feitas.
A primeira vez que vimos a casa e decidimos ficar com ela. Secretamente olhar para o 2º quarto e imaginar o quarto do bebe. A nossa conversa no sofá sobre a decisão de irmos tentar ter um filho. A primeira vez que o marido sentiu o bebe mexer "olha o gajo" disse ele :) Decorar o quarto do bebe. O dia em que sai de casa a chorar para ir para a maternidade e disse " a Proxima vez que aqui entrar a nossa vida vai ser tão diferente".
A primeira noite com o Tomás. O primeiro banho... o primeiro tudo! O meu pequenito a gatinhar pela casa... a andar pela casa...
O nosso casamento... o batizado do Tomás... as festas de aniversário... tanta gente numa salinha pequena ... tanto amor.
A conversa sobre a decisão de ter um segundo filho na mesa de jantar. A noticia dada no dia de aniversário dele "tenho uma prenda para ti" com o teste de gravidez acabado de fazer.
O Tomás e o pai a sentir a Camila na minha barriga. O dia em que sai de casa para ir para maternidade, desta vez não chorei mas tinha medo e quando fechei a porta disse "sou capaz!"
A primeira noite da Camila. O primeiro banho. A primeira sopa. A pequenita a gatinhar pela casa toda e o irmão atras.
A decisão de ir embora... a felicidade de ter conseguido comprar a NOSSA casa. O medo de ir embora.
Ontem fechei as janelas e quando fechei a porta agradeci a esta casita... e chorei quase o caminho todo até a esta casa nova, porque no meu coração aquela é que ainda era a minha casa.
Está a custar esta mudança...

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Só para saber...

... não é humanamente possível ter a casa arruma por mais de 1 hora e meia (tempo de sesta) por dia quando temos os miúdos em casa todo o dia durante uma semana  pois não?
A diferença de uma casa que tem os seus habitantes mais novos a usufruírem dela das 17h00 até às 9h00 do dia seguinte e uma casa que os tem 24 horas é enorme.
Na primeira ainda chegamos a dar importância à decoração e à estética. Na segunda nada disso importa, queremos é estratégias de arrumação, tirar tudo o que se parte do alcance das mão e ter a esfregona e aspirador sempre à mão.
Neste momento a minha casa é uma destas. O Tomás e a Camila só vão ter escolinha em setembro e desde que mudamos que estão em casa comigo.
Acaba por ser um pouco ingrato porque sempre gostei de decorar a minha casa e estava super animada de o fazer na casa nova. Mas... nem penso mais nisso até eles entrarem para escola...
Mas dei comigo a pensar nestes dois conceitos e se, efetivamente, tivesse os dois em casa comigo a tempo inteiro que teria de pensar muito bem na organização da casa inteira. Eu sempre tentei que os quartos deles fossem para eles e não para a "foto do instagram" e sempre quis que as coisas deles tivessem à sua disposição da maneira mais acessível e fácil de tirar e colocar no sitio. Mas uma coisa é no quarto deles, outra é a casa inteira.  Nunca restringi os movimentos dos miúdos na casa, mas também apenas fiz os básicos que era afastar os perigos e minimizar a desorganização.
Mas agora em casa com eles é diferente, tudo está acessível para eles de forma controlada e isso implica prescindir de grande parte da decoração e arrumação estética.
Bom... por aqui é provisório e em setembro as coisas mudam e lá vão eles usufruir da casa por muito menos tempo e já posso pensar na decoração e afins, mas faço uma vénia bem grande a todas as mamas que estão com os miúdo a tempo inteiro e conseguem ter o seu mundo limpo e organizado! Amem a vocês!





terça-feira, 8 de agosto de 2017

A Varicela

Desta vez chegou a vez da Camila e como veio do contacto direto do mano foi muiiitttoo pior que a do mano.
Coitadinha da minha menina... tanta, mas tanta borbulha. A carinha bonita estava cheia, cheia. :(
Felizmente não fez febre mas tinha imensa comichão. Neste momento (4 dias depois) já estão a começar a secar e ela já anda melhor, mas fartinhas de estar em casa.




A Varicela 

* É provocada por um vírus, Varicela-Zoster (VZV) que pertence ao grupo dos vírus do herpes.
* Tem um tempo de incubação entre 14 e 16 dias (intervalo mínimo: de 9 dias; Máximo: 24 dias)
* Pode haver vários picos de febre ao longo de alguns dias.
* O contágio é extremamente fácil, habitualmente por transmissão direta, pela saliva, ou pelo conteúdo das vesículas, "pelo ar". O contágio é possível a uma distância de 10 metros.

* Ao longo da primeira semana de doença, podem surgir vários picos de febre, após os quais surgem novas vesículas, inicialmente manchas pequenas, pálidas, que, no espaço de horas, se transformam em pápulas com relevo, vesículas e, depois, em lesões em diversos estádios. Tem uma distribuição predominantemente central, envolvendo sobretudo o tronco, couro cabeludo, região genital, mas também mucosas - como a boca, por exemplo. Quando o exantema chega às mãos e aos pés, é sinal de que está a passar!

Fonte: "As doenças das crianças" Ariane Brande







* Este foi o nosso "arsenal" anti-varicela. Ao qual juntamos, ainda, o famoso banho de farinha Maizena. 





sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Dica para quem vive longe de tudo

Agora já estou pertinho de tudo, mas  até há pouco mais de duas semanas vivia numa cidade pequena que apesar de ter muita coisa disponível a variedade era sempre pouca.
Neste caso falo de produtos bio, em particular para os miúdos. Aproveitava para comprar quando ia até à "cidade grande" mas era impossível fazer sistema e dar continuidade porque as visitas eram incertas.
Até que descobri o Celeiro online. É simples, simples. Tem todos os produtos disponíveis online (pelo menos não dei por falta de nada  que precisasse) e a cima de 40€ não pagamos portes. Eu aproveitava, no mínimo uma vez por mês, fazia uma grande compra do que precisava e sem pagar portes ia tudo parar a casa direitinho no máximo em 2 dias. E ainda são uns fofos que mandam umas amostras de produtos para testarmos.
Nestas compras tenho descoberto produtos que até nunca tinha visto em loja e são óptimos para os miúdos. É óptimo poder ter variedades de snacks, bolachas e papas mas... mais saudáveis.
Agora tenho uma Celeiro perto de casa que dá para abastecer dos básicos, mas pretendo continuar a fazer compras online porque, como vos disse, encontro coisas que não vejo em loja.
Fica a dica ;)



quarta-feira, 2 de agosto de 2017

10 coisas que me deviam ter dito antes das mudanças

1 - As empresas de mudanças são estupidamente caras, especialmente se for para ir para outra cidade.
2 - Se tens a sorte de ter alguém que te empreste uma carrinha para as mudanças, mesmo que seja grande, não penses que vai caber a tua tralha toda. NUNCAAAAA...
3 - 2 Meses NÃO é mais que tempo suficiente para empacotar a tua tralha toda.
4 - Numa semanita tens as tuas coisas todas arrumadas na casa nova... NUNNNNCAAA...
5 - Primeira coisa a fazer assim que entrares com os miúdos na casa nova é por trancas nas portas das varandas e nas tomadas da electricidade porque são os primeiros sítios em que os miúdos vão mexer.
6 - Apesar de não gostares da cidade onde vivias, vais chorar baba e ranho quando te vires no carro com os teus filhos a vir embora da cidade que "os viu nascer".
7 - Marcares jantares, festas e saídas (mesmo que na casa dos outros) nos fim de semana seguintes às mudanças não é boa ideia se durante a semana estás sozinha com os dois miúdos. O fim de semana é a única oportunidade de arrumares enquanto o marido passeia com os miúdos.
8 - O melhor numero para se ter à mão nos primeiros dias? Restaurantes com entregas no domicilio.
9 - Separar roupa para o marido e miúdos para os primeiros dias é boa ideia, não te esqueças de ti se não habilitas-te a andar 1 ou 2 dias com as calças de ganga que o fecho está sempre a abri e a t-shirt Bazinga da "teoria de big bang"
10 - Vai demorar até te sentires em casa.